segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Auto-Censura

Rio de Janeiro, 4 de março de 2009.


Aceite que nem todos são como você. Entenda que diferente não é ruim. Aprenda que você não é dona de uma verdade absoluta. Que as suas verdades são suas, e que muitas e muitas vezes elas não me cabem. Respeite quem eu sou verdadeiramente. Não finja ser politicamente correto, negando preconceitos que eu sei, e você sabe que tem. Apenas não insulte. Não ache que você me conhece mais do que eu mesma, isso é tão mentiroso.
Quando você puder compreender isso, deixar de apontar, deixar de criticar... Quando a humildade bater a sua porta....
Porque um dia eu vou realmente me cansar de ser o seu travesseirinho de pancadas...

#Não venha dividir comigo a sua auto-censura.

2 comentários:

Sr.ta D. disse...

Se pararmos para pensar, apenas nós mesmos achamos nossas verdades, tão verdadeiras.
adorei o texto.

Daniely disse...

Que saudade de vc flor...tenho certeza que o "travesseirinho de pancadas" sempre cansa e dá o troco^^"